11 de set de 2012

Como folha no vento- NMM

Olá pessoinhas!
Estava lendo o NMM e achei este post demais *--*
Vale a pena ler :)
"No post de hoje aqui na Musicalize, trago para vocês a música de uma banda que além de serem irmãos em Cristo, também são amigos.  Estou falando dos Ortegas. Ortega é um sobrenome famoso aqui no blog, então você pode estar pensando: “Se o nome da banda é Ortegas, deve ser o Fernando, o Matheus e o Gerson”… não não não. A banda é formada pelo Rafael, Matheus (sim, o colunista aqui do blog) e o Pedro, todos filhos do Pr. Gerson Ortega (que também é colunista aqui). Daria até para fazer um filme né?! “Os três filhos de Gerson” (risos) Me lembro dos acampamentos de adolescentes de nossa igreja onde Gerson fazia o louvor e os meninos tocavam junto com ele, bom demais. Mas quem são os Ortegas:

Rafa, Matheus e Pedro, os Ortegas, filhos do Pr. Gerson Ortega, foram introduzidos ao mundo da música quando ainda bem pequenos: Rafa no violão, Matheus no sax e Pedro na bateria.
Logo quando já possuíam alguma habilidade musical, começaram as aulas práticas com o pai por diversas cidades do Brasil. Alguns anos passaram, o estoque de instrumentos em casa aumentou, os horizontes se expandiram e a música no sangue vem se tornando cada vez mais viva…
Fonte:  http://www.ortegas.com.br/biografia

A música se chama Folha no Vento e está no álbum Revolução do Amor. Vamos à ela:
Folha No Vento (Ortegas)
Como folha no vento
Não sei de onde vem e nem pra onde vai
Como vaso em tuas mãos
Eu não tenho nada pra Te dar
Vem me levar, vem me levar
Quero ser levado onde o vento for
Abro mão de tudo pelo Teu amor
Como folha no vento
Não sei de onde vem e nem pra onde vai
Como vaso em tuas mãos
Eu não tenho nada pra Te dar
Como a neblina que passa
A minha vida voa e logo vai passar
Mas como folha no vento
Eu irei voar até o fim do mar
Vem me levar, vem me levar
Quero ser levado onde o vento for
Abro mão de tudo pelo Teu amor
Como uma folha no vento
Como uma folha no vento
Em nossa caminhada cristã, existem uma coisa que leva um certo tempo para entendermos e colocarmos em prática. É a dependência de Deus. É curioso ver que conseguimos aprender rapidamente que Deus nos ama e que Ele quer o melhor para nós, mas mesmo sabendo disso, não conseguimos entregar nossa vida a Ele por completo. Chega a ser algo totalmente sem lógica, pense comigo: “Deus me ama. A vontade dEle para minha vida reúne as melhores coisas que poderia ter. Mas isso aqui é tão legal pra mim, eu gosto tanto, não deve ter algo melhor que isso”. Não é verdade?! Isto acontece por conta de um pequeno, mas muito importante, detalhe, que é enxergar pela perspectiva humana e não pela perspectiva de Deus. Imagine-se de noite em uma floresta, com uma mata muito densa, tão densa que você não consegue enxergar praticamente nada. Mesmo assim você esta super empolgado com essa aventura. Mais a frente você chega a um ponto em que não consegue mais avançar por conta da visibilidade, mas como você é uma pessoa bem preparada, trouxe os seus óculos de visão noturna. Agora é possível enxergar praticamente tudo que está na floresta, até mesmo aquela aranha que estava prestes a te atacar. A diferença entre enxergar sobre a perspectiva humana e sobre a perspectiva de Deus é exatamente como a situação da floresta. Podemos pensar que alguma atitude, alguma atividade que prazerosa para nós é o melhor para nossas vidas, mas pode ser que, ao enxergarmos com os olhos de Deus, descubramos algo ainda melhor, ou então, que aquilo que achávamos ser o melhor, era uma grande armadilha.
Se você voltar a história da floresta, verá que o óculos de visão noturna só foram trazidos por você ser uma pessoa bem preparada. O que isso quer dizer? Só conseguiremos enxergar com os olhos de Deus se estivermos preparados para isso. E o que é essa preparação? Algo que falamos “um pouquinho” aqui no blog: Intimidade com Deus!
Sejamos como uma folha no vento, para que o sopro de Deus nos leve para onde a Sua vontade deseja.

( Fe Luiz- nao morda a maça)

0 comentários:

Postar um comentário